Do sentir e do signifi car – uma leitura do papel das narrativas para o desenvolvimento emocional da criança

Autores

  • Maria João Sousa Pinto dos Santos

Palavras-chave:

relação, elaboração/pensamento, signifi cação, sentir e afeto

Resumo

Nesta comunicação, apresentamos um estudo longitudinal realizado com um grupo de crianças desde o pré-escolar até ao 2.º ano de escolaridade do Ensino Básico. Pretende-se perceber a importância do conto infantil enquanto fonte de imagens que a criança pode signifi car, transformando-as em imagens mentais, que fi cam disponíveis para serem usadas, criando circuitos neuronais, valorizando a vertente emocional do conhecimento e da aprendizagem, pela signifi cação promotora do bem-estar e incentivadora da regulação do afeto no desenvolvimento humano.
O estudo pretende contribuir para o conhecimento sobre o conto infantil, como fonte de conhecimento e de vivências emocionais, como organizador das relações interpessoais e como laboratório de experimentação para a elaboração dos afetos, apresentando igualmente pistas para uma refl exão sobre o papel do educador/adulto no desenvolvimento da criança.
A principal conclusão encontrada foi que as crianças deste estudo apresentavam uma elaboração mental (pensamento/resposta) com recurso a uma estratégia de equilibração emocional (resposta adaptativa).

Downloads

Publicado

01-06-2013

Como Citar

Santos, M. J. S. P. dos. (2013). Do sentir e do signifi car – uma leitura do papel das narrativas para o desenvolvimento emocional da criança. Revista Aprender, (33), 11–17. Obtido de http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/85