Revista Aprender http://aprender.esep.pt/index.php/aprender <p>Revista da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Portalegre</p> Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Portalegre pt-PT Revista Aprender 0871-1267 Editorial http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/148 <p>Editorial</p> Lorena Anile Elisete Diogo Isabel Muñoz Paula Ramos Tatiane Valduga Direitos de Autor (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-05-24 2022-05-24 5 6 Nota de Abertura http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/149 <p>Nota de Abertura</p> Abílio Amiguinho Direitos de Autor (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-05-24 2022-05-24 7 8 Sempre e todos os dias… “Desacomodar, mudar, transformar e ressignificar!” http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/150 <p>O envelhecimento ativo apresenta-se como mote para a entrevista com a Professora Doutora Carla Ribeirinho, que nos permite seguir numa viagem pelo seu percurso académico e profissional. Através de um olhar crítico e transformador, relata-nos a natureza e a expressão do envelhecimento ativo no nosso país.<br />Numa conversa informal, conduz-se a leitura de uma carreira centrada numa incessante busca pelo conhecimento, resiliência, humanização e paixão pelo Serviço Social. Um testemunho emocionante sobre uma etapa da vida que pode ser igualmente desafiadora como todas as outras.<br />É urgente desacomodarmo-nos!</p> Jéssica Ganhão Vitória Ciuca Elisete Diogo Direitos de Autor (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-05-24 2022-05-24 9 24 Envelhecimento Ativo – Projeto Entre Tempos na Cooperativa Operária Portalegrense http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/151 <p>O envelhecimento ativo, segundo a OMS (2002), refere‐se ao processo de “otimização das possibilidades de saúde, de participação e de segurança, a fim de aumentar a qualidade de vida durante a velhice”. Inscrito na promoção do envelhecimento ativo na cidade de Portalegre, apresenta‐se o projeto “Entre Tempos”, da Cooperativa Operária Portalegrense, com o objetivo de promoção de atividades de animação, de cariz educativo, social e cultural destinado a adultos e seniores, com o intuito de diminuir a solidão e promover uma melhor qualidade de vida. Um estudo que dá voz aos intervenientes principais deste Projeto: a coordenadora; a assistente social e uma utente. Sublinha‐se as medidas e estratégias de inovação implementadas neste Projeto com um papel preponderante na participação social dos seniores do concelho de Portalegre, com um grande enfoque educativo e formativo.</p> Isabel Muñoz Lorena Anile Ana Matias Mafalda Botelheiro Direitos de Autor (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-05-24 2022-05-24 25 36 As políticas de proteção social à pessoa idosa e a orientação para o serviço social em Portugal http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/152 <p>O aumento da longevidade da população portuguesa gera necessidades de respostas que colocam ao Estado de Bem‐estar e ao Serviço Social alguns desafios. O presente estudo tem como objetivos apresentar as políticas atuais de proteção social à pessoa idosa em Portugal, analisá‐las tendo em linha as especificidades internas ao contexto, bem como expor as diretrizes para o Serviço Social no âmbito do envelhecimento. A pesquisa é de natureza indutiva e orienta‐se através de uma pesquisa documental com recurso à análise de conteúdo aos documentos oficiais sobre o tema. Elaborou‐se um retrato das noções científicas dominantes, apontando os princípios de cidadania à pessoa idosa.</p> Tatiane Valduga Direitos de Autor (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-05-24 2022-05-24 37 49 O impacto da pandemia COVID‐19 e o estágio curricular em Serviço Social no âmbito do envelhecimento http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/153 <p>O presente estudo apresenta uma análise dos estágios desenvolvidos no âmbito do envelhecimento nos anos curriculares de 2019/2020, 2020/2021 e as tendências para o ano letivo de 2021/2022. A análise reporta os estágios facultados pela/ realizados pelos alunos da licenciatura de Serviço Social, da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Portalegre, com diversas instituições parceiras. Os anos de análise encontram‐se em um contexto de pandemia COVID‐19, o qual apresenta constrangimentos para as instituições que realizam intervenção com a pessoa idosa, bem como para o desenvolvimento de estágios em Serviço Social neste domínio. A pesquisa é de natureza indutiva e orienta‐se através de uma pesquisa documental com recurso à análise de conteúdo, aos projetos de intervenção social desenvolvidos pelos estagiários, aos relatórios finais de estágio, a literatura específica sobre a temática, e aos documentos oficiais. Elaborou‐se um retrato das noções científicas dominantes nos documentos analisados, apontando para intervenções focadas no bem‐estar e qualidade de vida da pessoa idosa, através do desenvolvimento do envelhecimento ativo.</p> Tatiane Valduga Paula Ramos Direitos de Autor (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-05-24 2022-05-24 50 76 Nível de literacia dos cuidadores informais de doentes de Alzheimer relativamente à doença http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/154 <p>Esta investigação teve como objetivo avaliar o nível de conhecimentos dos cuidadores informais de doentes de Alzheimer relativamente à doença, identificando as suas fontes de informação e as principais necessidades sentidas. Face aos objetivos da investigação, procedeu‐se à recolha de informação, através de um inquérito por questionário aplicado a uma amostra de 20 cuidadores informais do concelho de Elvas. Os dados obtidos permitiram identificar um bom nível de literacia dos cuidadores envolvidos no estudo. Entre as principais fontes de informação utilizadas, destacam‐se, por ordem de importância, o médico de família e o neurologista, sendo que a principal necessidade de informação se prende com o modo como lidar com os comportamentos difíceis da pessoa cuidada. Das diferentes relações entre variáveis identificadas na investigação, destaca‐se a tendência de os cuidadores com maior nível de literacia conseguirem uma melhor gestão do stress (r=‐0,457; p=0,043).</p> António Calha Marília Caldeira Direitos de Autor (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-05-24 2022-05-24 77 91 Envejecimiento activo, objetivos y principios: retos para el trabajo social http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/155 <p>El envejecimiento de la población constituye un reto para la sociedad y al mismo tiempo una oportunidad, tanto para responder a las necesidades sociales de este grupo de población tan heterogéneo como para incorporar los factores positivos que aportan socialmente. Este artículo tiene una doble finalidad. La primera consiste en ahondar en la vinculación existente entre trabajo social y envejecimiento activo. Para ello se toman como referencia los determinantes y principios del envejecimiento activo y del trabajo social; los niveles de intervención y las funciones desempeñadas por este colectivo profesional, y se observan los espacios comunes y diferenciadores. La segunda consiste en exponer los retos profesionales que devienen del análisis anterior y permiten promover el envejecimiento activo por parte de los profesionales del trabajo social.</p> Ana Belén Cuesta Ruiz‐Clavijo Direitos de Autor (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-05-24 2022-05-24 92 109 Resenha http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/156 <p>Paixão, C. C. (2017). Desenvolvimento de competências pessoais no cuidador informal. Lisboa: Editorial Cáritas</p> <p>ISBN 978 – 972 ‐9008 – 53 – 5</p> Miguel da Conceição Bento Direitos de Autor (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-05-24 2022-05-24 110 114