Educação inclusiva e liderança: o papel do diretor de agrupamento de escolas

Autores

  • Joaquim Passarudo
  • Luisa Carvalho
  • Maria Luisa Carvalho

Palavras-chave:

educação inclusiva, educação especial, necessidades especiais, políticas educativas, liderança inclusiva

Resumo

A educação inclusiva apresenta-se hoje como um desafio à escola tal como a concebemos. Todo o processo de ensino aprendizagem deve ser pautado pelos princípios da igualdade de oportunidades educativas e sociais a que todos têm direito.
O quadro legislativo que prevê esta inclusão tem vindo a sofrer alterações ao longo do tempo, mas o lema de Uma escola para Todos tem-se mantido, porque sempre se defendeu uma maior responsabilização da escola para o processo de inclusão de alunos com algum tipo de NEE.
Um objetivo tão amplo, na opinião de Correia (2005) só pode ser alcançado se houver colaboração e cooperação entre todos os intervenientes do processo educativo dos alunos, designadamente líderes da escola, professores, profissionais especializados, alunos e respetivas famílias.
Este artigo dá conta de alguns resultados de um estudo de caso no qual se procurou conhecer a importância da liderança, em particular dos diretores de escolas, no desenvolvimento de práticas, culturas e políticas promotoras de uma educação inclusiva de qualidade assim como verificar o modo como os documentos estruturantes de um agrupamento espelham essas mesmas políticas.

Downloads

Publicado

01-10-2015

Como Citar

Passarudo, J., Carvalho, L., & Carvalho, M. L. (2015). Educação inclusiva e liderança: o papel do diretor de agrupamento de escolas. Revista Aprender, (36), 130–145. Obtido de http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/46

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)