Educação Parental e Intervenção Precoce – duas dinâmicas na redução de riscos

Autores

  • Isabel Silva Ferreira
  • Conceição Vasconcelos

Palavras-chave:

desenvolvimento infantil, família, formação parental

Resumo

O artigo aborda, em termo de quadro conceptual, diferentes tópicos desde a família, a conjugalidade e a parentalidade, aos estilos parentais, e aos comportamentos e estilos de vinculação, tentando compreender como estes constructos influenciam o desenvolvimento da criança. O objetivo final prende-se com a tentativa de compreender se os pais de crianças em risco ambiental ou familiar podem diminuir esse risco ao serem alvo de um programa de formação parental.
Destaca-se a importância da intervenção em Educação Parental como um bom contributo para modificar contextos e contribuir para o pleno desenvolvimento das crianças, sobretudo em situações de adversidade psicossocial. Justifica-se a importância da intervenção Precoce, com base na evolução das perspetivas do desenvolvimento, nomeadamente no modelo transacional e no modelo ecológico do desenvolvimento humano.

Downloads

Publicado

01-10-2015

Como Citar

Ferreira, I. S., & Vasconcelos, C. (2015). Educação Parental e Intervenção Precoce – duas dinâmicas na redução de riscos. Revista Aprender, (36), 8–28. Obtido de http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/36