A Educação de Adultos como forma educativa e política de resistência...

Autores

  • Abílio Amiguinho

Resumo

Nesta entrevista, Alberto Melo relata e analisa o seu longo percurso pela educação de adultos e pelo desenvolvimento local. Não ficam dúvidas sobre o caráter político de um e de outro que, indelevelmente, associou na sua trajetória pessoal e social de intervenção comunitária, de quase 50 anos. Os propósitos de emancipação e de libertação das pessoas e das comunidades tornaram a educação de adultos numa prática subversiva que os poderes instituídos procuraram esvaziar, ou desviar sistematicamente, das suas intenções mais genuínas ou populares. Como explicitamente refere, essa será a justificação para o estado atual das políticas públicas neste âmbito. Mas este vazio é também o que exige recuperar o sentido de resistência da educação de adultos e impõe novos projetos e práticas alternativos. O contributo de Alberto Melo é, a este título, absolutamente evidente e incontornável.

Downloads

Publicado

01-10-2013

Como Citar

Amiguinho, A. (2013). A Educação de Adultos como forma educativa e política de resistência. Revista Aprender, (34), 5–12. Obtido de http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/73