O ensino do Jornalismo Radiofônico na ESEP e na UNITAU: duas experiências em recantos de Portugal e do Brasil

Autores

  • Lourival da Cruz Galvão Júnior

Palavras-chave:

Formação Acadêmica; Jornalismo Radiofônico; Tecnologias Digitais; Convergência

Resumo

A formação em Jornalismo Radiofônico em Portugal e no Brasil submete-se, nos últimos anos, a adequações que visam contextualizar as ações teórico/práticas à presença massiva das novas tecnologias digitais e à convergência da rádio com outros media na Web. Instituições de Ensino Superior, nos dois países, vivenciam experiências que buscam promover a aderência do ensino à realidade. Este trabalho tem o propósito de apresentar trabalhos relativos à formação em Jornalismo Radiofônico em dois grandes centros de Ensino Superior instalados em relevantes regiões do interior de Portugal e do Brasil, sendo respetivamente o curso de Jornalismo e Comunicação da Escola Superior de Educação de Portalegre (ESEP) e o curso de Jornalismo do Departamento de Comunicação Social da Universidade de Taubaté (UNITAU). Observaram-se, neste estudo, importantes semelhanças nas atividades empreendidas nas duas Instituições Educacionais, que ainda indicaram distinções decorrentes de suas caracterizações regionais.

Downloads

Publicado

01-06-2015

Como Citar

Galvão Júnior, L. da C. (2015). O ensino do Jornalismo Radiofônico na ESEP e na UNITAU: duas experiências em recantos de Portugal e do Brasil. Revista Aprender, (35), 25–39. Obtido de http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/51