Do Alentejo para o Mundo: um retrato das rádios locais na Internet

  • Luís Bonixe

Resumo

Depois de um período de euforia, caracterizado pela expansão das rádios locais um pouco por todo o país, a radiodifusão local passou por uma fase difícil de sustentabilidade financeira de alguns dos projetos. O cenário gerado a partir do final da década de 90 caracteriza‐se pelo encerramento de algumas emissoras, a cedência de programação a outras, e a transformação de várias emissoras em rádios musicais sem qualquer vínculo às comunidades onde se inserem. Este panorama acontece numa altura em que os média em geral e as rádios em particular, procuram encontrar estratégias e práticas para se adaptarem a um novo ecossistema mediático caracterizado pela digitalização e pela Internet.
Este artigo procura perceber de que modo as rádios locais do Alentejo estão presentes na Internet e que práticas e políticas seguem no sentido de afirmar a sua identidade enquanto meio de comunicação de proximidade. Partindo da observação dos sites das rádios locais alentejanas e de entrevistas a profissionais da radiodifusão local do Alentejo, o artigo conclui que as emissoras locais desta região do país estão presentes na Internet, mas essa presença é fortemente condicionada pelos enormes constrangimentos ao nível dos recursos humanos.

Publicado
01-12-2017
Como Citar
BonixeL. (2017). Do Alentejo para o Mundo: um retrato das rádios locais na Internet. Revista Aprender, (37), 46-56. Obtido de http://aprender.esep.pt/index.php/aprender/article/view/29